Harry. O homem que não quer ficar conhecido apenas como príncipe em 12 frases

Como forma de assinalar o seu 36º aniversário, damos-lhe a conhecer algumas das frases mais marcantes do filho mais novo da princesa Diana.

Sobre a sua infância

“Esta não foi a primeira vez que fui à Disney World na Florida. Fui com ela. [Diana]. É uma das memórias mais felizes que tenho. Andei no Space Mountain 14 vezes. Pensei ‘Isto é absolutamente fantástico, das melhores coisas de sempre’. Existem vários lugares no mundo onde experienciámos momentos como esse e fizemos memórias felizes. ” Good Morning America, ABC (2016)

Sobre o período em que esteve no exército

“Só queria provar aos outros que tinha uma série de competências – por exemplo, pilotar um helicóptero Apache – do que ser simplesmente o príncipe Harry. Senti que era aceite e que podia esquecer que era o príncipe Harry quando estava com eles.” Newsweek (2017)

Sobre o evento desportivo Invictus Games

“Para mim isso é o meu vício. Todas as pessoas que deixam o exército precisam de estar ligadas a alguma coisa. Neste momento temos 70 nações e independentemente do país, é um encontro de mentes. Todos passaram pelo mesmo, fizeram treinos semelhantes e tiveram experiências parecidas. É isso que eu adoro. […] Conseguimos criar uma plataforma e comunidade onde as pessoas, todas juntas, podem partilham as suas experiências e perceber que não estão sozinhas e que, caso decidam falar, vão sentir-se apoiadas.” Prince Harry Journey To Invictus, CTV (2017)

Sobre a importância da avó enquanto Rainha de Inglaterra

“Quando éramos mais novos era fácil tomarmos a avó como garantida. Era só a nossa avó. Só nos últimos 10 anos é que percebi e aceitei o quão importante ela é no mundo inteiro e especialmente no Reino Unido.” ABC News (2012)

Sobre a sua relação com a mãe

“Para mim e para o William ela era a melhor mãe de todas. Mesmo falando dela agora, eu consigo imaginar os abraços que ela nos dava. […] E sinto falta disso e daquela parte da família, daquela mãe que nos dá esses abraços e aquela compaixão que todas as pessoas precisam.” Diana Our Mother: her life and legacy (2017)